Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Pasconeiros de todo Brasil se encontram em Itaici

O encontro foi aberto, oficialmente, no final da tarde de sexta-feira, 22, no Auditório Rainha dos Apóstolos.

 

Pasconeiros e pasconeiras vindos de diversas partes do Brasil estão reunidos, de 22 a 24 de julho, no Mosteiro de Itaici, em Indaiatuba-SP, para o 7º Encontro Nacional da Pascom, que traz o tema “Comunicação e sinodalidade: comunhão, participação e missão”. Estes mais de 250 agentes da Pascom unem-se a outros 300 que participam de forma remota, visto que, pela primeira vez o encontro está sendo realizado em formato hibrido.

O encontro foi aberto, oficialmente, no final da tarde de sexta-feira, 22, no Auditório Rainha dos Apóstolos. Durante a solenidade, foi entregue à Ir Helena Corazza o Prêmio Comunicadora de Paz, entregue pelo Presidente da Signis Brasil, Alessandro Gomes.

A primeira Conferência do encontro foi com o Pe. Sérgio Leal, de Portugal, que tratou sobre a temática do evento, comunicação e sinodalidade, destacando o momento presente da caminhada eclesial. Segundo ele, comunhão, participação e missão precisam ser pilares do agir missionário do comunicador cristão. “Fazer caminho sinodal é gerar processos. Sinodalidade é um caminho de conversão pastoral. É falar com liberdade e escutar com humildade”, destacou. O padre salientou, ainda, que o caminho da sinodalidade é um caminho aberto para ouvirmos o Espirito Santo. “Sinodalidade não é, necessariamente, um regime democrático, mas é um consenso apoiado numa decisão com o exercício de discernimento”, disse.

O encontro seguiu com roda de conversa sobre “Igreja Sinodal: perspectivas e desafios”, com a participação do Pe. Aquino Júnor e Ir. Teresinha Mendonça Del’Acqua e, após, partilhas de experiências de articulações na Pascom.

Pascom de Norte a Sul do Brasil em comunhão, na participação e na missão

A espiritualidade do caminhar juntos é chamada a tornar-se princípio educativo para a formação da pessoa humana e do cristão. Foi este espírito de andar juntos que motivou muitos pasconeiros (as) a participar do encontro deste ano.

Matheus Scalfoni Rodrigues da Silva

Era 23h45min de quinta-feira, 21, quando Matheus Scalfoni Rodrigues da Silva, acompanhado de mais 07 pasconeiros da Arquidiocese de Cascavel-PR, iniciou sua jornada rumo a Itaici, para participar do Encontro Nacional da Pascom. No trajeto, passando por Guarapuava, São José dos Pinhais, Ponta Grossa e Castro, (dioceses pertencentes ao Regional Sul 2) outros agentes foram agregados ao grupo, que chegou ao destino às 14h20 da tarde de hoje, 22.

Embora cansado com a viagem, Matheus transbordava alegria e expectativas. “Vejo como uma oportunidade de uma boa formação, aprofundamento nos conhecimentos, trocas de experiências e ver, (r)encontrar e conhecer  muitas pessoas da Pascom de todo Brasil.  Sair daqui cheio de motivação e ideias, para podermos melhorar cada  vez mais a nossa Pastoral da Comunicação”, diz ele que há 03 anos integra a Coordenação da Pascom da Arquidiocese de Cascavel.

Alex Ferreira

Mas teve quem veio mais cedo. Alex Ferreira é da Aarquidiocese de Fortaleza e Coordena a Pascom no Regional NE 1. Para participar da Reunião anual dos Coordenadores, realizada na manhã de sexta-feira, 22, precisou antecipar sua chegada ao Mosteiro.  “Pegamos o avião às 03h55min da madrugada e desembarcamos às 07h20min, 21, em Campinas. Chegamos eu e dom Valdemir Vicente, nosso bispo referencial da comunicação no NE 1”, conta.

Para ele, a expectativa era para o encontrar aqueles que considera uma “grande família de comunicadores”. “Após quase três anos do último encontro presencial a expectativa primeira é reencontrar a grande família dos comunicadores. Esse evento tem um sabor a mais, pois aqui encontramos pasconeiros que atuam em todo o campo nacional, exercem o seu ministério nas bases, nas paróquias e comunidades. Em segunda é o espírito formativo. Estamos aqui para aprender e levar esse conhecimento as nossas realidades locais”, destaca.