Carlo Acutis: vocação para a comunicação e testemunho para os comunicadores

Ao proclamar alguém beato, a mensagem que a Igreja diz é a seguinte: vejam, esta pessoa viveu a plenitude do Evangelho, deixou Cristo guiar o seu viver e está sendo reconhecida por isso. Olhemos para esta pessoa, sigamos o seu exemplo, peçamos a sua intercessão. A beatificação do jovem Carlo Acutis, no dia 10 de outubro, tornou-se um evento mundial. A beatificação do  jovem que viveu tão próximo de nós gerou um tsunâmi nas redes sociais, o ambiente onde ele viveu e exerceu o seu apostolado. Especialmente na semana que antecedeu à celebração, era possível ver diariamente uma frase, uma imagem ou uma postagem que remetesse a Carlo Acutis.

Podemos olhar para ele com singular afeição e reconhecer dois fatos muito providenciais que o ligam ao Brasil. Tantos outros poderiam ser levantados, mas estes dois tocam-nos profundamente.

  1. Entrou para a vida eterna no dia 12 de outubro de 2006. Este dia é especial para o povo brasileiro ao celebrar a sua padroeira, Nossa Senhora da Conceição Aparecida. Este é o dia definido pela Igreja também para celebrar a memória litúrgica de Carlo Acutis.
  2. O milagre reconhecido pela Igreja para a beatificação de Carlo Acutis foi concedido a um brasileiro. De Campo Grande, em Mato Grosso do Sul, o jovem Matheus, hoje com 9 anos, recebeu o sinal de Deus por intercessão do também jovem Carlo.

Na imagem oficial do Beato, apresentada durante a cerimônia presidida pelo Cardeal Agostino Vallini, contemplamos um jovem espontâneo de camiseta pólo, de cabelos bagunçados, de mochila nas costas. Tão próximo de nós! E a santidade é assim… um rapaz normal, simples como você e eu.

Há 14 anos, quando Carlo Acutis ingressou no céu, não havia, ainda, uma oferta tão grande de redes e plataformas de comunicação. E ali ele já fez a sua experiência missionária, palmilhada pela Eucaristia, “sua estrada para o céu”. Nestes últimos dias fiquei me perguntando: se Carlo Acutis estivesse hoje, diante de tantas ofertas, o que ele faria? Como ele faria? 

Ao contemplar a amizade de Carlo Acutis com o Senhor e a sua intimidade com a Eucaristia, recordo o que diz o Diretório de Comunicação da Igreja no Brasil. A Pastoral da Comunicação “favorece o cultivo do ser humano enquanto pessoa que comunica valores, vivenciados a partir da Palavra de Deus e da Eucaristia, pois o anúncio deve sempre ser acompanhado pelo testemunho” (n. 247). Encontramos em um jovem de nosso tempo, que sofreu e abraçou a doença como possibilidade do céu e caminho de santificação, a inspiração necessária para sermos cada vez mais amigos de Deus e testemunhas de seu amor no mundo.

Olhemos para Carlo Acutis e vejamos nele: um coração aberto ao Senhor; um facho luminoso no ambiente da comunicação; uma semente fecunda do Evangelho; uma meta alcançável para todos. O Beato Carlo Acutis, testemunha da alegria do Evangelho, nos inspire a verdadeira comunicação do amor!

Sobre o Autor: Marcus Tullius

Você também pode gostar:

Busca

Instagram