Celebrar em família o 5º Domingo da Quaresma

Além dos horários de transmissão das celebrações, sejam pelos meios de comunicação com inspiração católica ou pelas redes sociais, uma tarefa importante da Pascom é fomentar para que as famílias se reúnam em casa para celebrar juntas o Dia do Senhor. A Comissão Episcopal Pastoral para a Liturgia da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) divulgou o roteiro para a celebração em família do 5º Domingo da Quaresma. O material conta com leitura, salmo e Evangelho, preces e oração no tempo de fragilidade, além de invocação de bênção e sugestões de cantos.

“Acolhendo a orientação das autoridades civis e sanitárias, nossos bispos no Brasil orientam os fiéis a permanecerem em suas casas, evitando aglomeração de pessoas e, consequentemente, não participando das celebrações eucarísticas. Desta forma, somos convidados a CELEBRAR o Dia do Senhor como Igreja doméstica, com nossos familiares, em nossas casas”, diz o documento que recorda as Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora na Igreja do Brasil, no seu número 73:

A casa, enquanto espaço familiar, foi um dos lugares privilegiados para o encontro e o diálogo de Jesus e seus seguidores com diversas pessoas (Mc 1,29; 2,15; 3,20; 5,38; 7,24). Nas casas Ele curava e perdoava os pecados (Mc 2,1-12), partilhava a mesa com publicanos e pecadores (Mc 2,15ss; 14,3), refletia sobre assuntos importantes, como o jejum (Mc 2,18-22), orientava sobre o comportamento na comunidade (Mc 9,33ss; 10,10) e a importância de se ouvir a Palavra de Deus (Mt 13,17.43).

Algumas orientações para a celebração:

  1. Escolher em casa um local adequado para celebrar e rezar juntos;
  2. Preparar a Bíblia com o texto a ser proclamado, um crucifixo, uma imagem ou ícone de Nossa Senhora, uma vela a ser acesa no momento da celebração.
  3. Escolha quem irá ser o “Dirigente (D)” da celebração: pode ser o pai ou mãe; e quem fará as leituras (L). Na letra (T), todos rezam ou cantam juntos.
  4. Como sugestão, podem ser preparadas 6 velas apagadas para serem acesas no momento das preces. 

Os agentes da Pascom devem se empenhar para que este roteiro chegue ao maior número de famílias possível, publicando nas redes sociais da diocese, paróquia e comunidade, ou enviando por whatsapp o arquivo em pdf.

(Com informações: CNBB) 

Sobre o Autor: O Estagiário

Você também pode gostar:

Busca

Instagram