Chamado de Deus: um mês voltado para as vocações

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Quando chega o mês de agosto, a Igreja Católica sempre chama seus fiéis para refletirem sobre as vocações. Afinal, quando essas comemorações começaram? Por qual motivo a Igreja recorda essas datas que destacam as vocações? Para responder a esses e outros questionamentos a equipe de redação da Pascom Brasil conversou com o padre Ricardo Albuquerque, missionário claretiano e Secretário da Pastoral Juvenil Vocacional da Província Claretiana do Brasil.

Ele explicou, com detalhes, a grandeza desde mês que teve sua reflexão a partir dos diálogos do Concílio Vaticano II. Foi no ano de 1970 que a Igreja Católica no Brasil teve a oportunidade de vivenciar a primeira experiência do mês das vocações. A iniciativa deu certo e, no ano de 1981, a CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), em sua Assembleia Geral, instituiu o mês de agosto como mês vocacional. A ideia central era conscientizar as comunidades da responsabilidade que possuem no processo da vocação na vida.

Segundo padre Ricardo Albuquerque ,

“a Igreja, como comunidade de fé, assume um compromisso permanente com Jesus Cristo. A forma como a pessoa assume esse compromisso vai definindo a sua vocação. Na Igreja, onde todos são chamados à santidade, há uma diversidade de vocações, carismas e ministérios suscitados pelo Espírito Santo para o bem das comunidades.”

Ele ainda destaca o quanto é importante lembrar que a vocação e o processo de discernimento vocacional andam juntos, são caminhos necessários quando se trata de um “chamado”. “Vocação e discernimento vocacional são temas de muita relevância para a Igreja Católica. Sobre vocação entende-se o chamado que Deus faz a cada homem e a cada mulher. Esse chamado exige, da pessoa humana, uma resposta livre e um coração generoso, capaz de assumir os compromissos de ser “sal da terra e luz do mundo”. Já o discernimento vocacional diz respeito ao processo pelo qual a pessoa reconhece sua vocação na Igreja”. Comenta.

Quer saber mais sobre o assunto? Confira na íntegra o artigo do padre Ricardo Albuquerque sobre o mês das vocações.

Dom João Francisco Salm, bispo de Tubarão e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para os Ministérios Ordenados e a Vida Consagrada, deixou uma mensagem especial sobre o mês vocacional. Para Dom Salm,

“todos devemos promover as vocações, quer dizer, ajudar as novas gerações encontrarem com Jesus e ouvirem o seu chamamento e lhe darem uma resposta generosa”.

Colaboração: Janaína Gonçalves, coordenadora da Pascom Regional Leste 2 e membro do GT Produção da Pascom Brasil
Foto da capa: Carlos Daniel – Conegos Regulares (cathopic.com)

Sobre o Autor: O Estagiário

Você também pode gostar:

Busca

Instagram