Comunicar esperança e confiança: Diocese de Crato celebra 51ª Dia Mundial das Comunicações Sociais

“Um bom comunicador é aquele que vai ao encontro do Mestre, da verdade que é Jesus e, com Ele, aprende a verdade. Nós a acolhemos quando temos essa atitude de nos inclinarmos Diante Dele, quando O colocamos como centro de nossas vidas”. Com essas palavras o bispo da Diocese de Crato, Dom Gilberto Pastana, refletiu sobre a importância do comunicador e da comunicação construtiva dentro da Igreja na manhã de hoje (28), Festa da Ascensão do Senhor, durante a celebração que marcou o encerramento do Mutirão de Comunicação (Muticom), promovido nos últimos dias 26 a 28 de maio, em Crato. A Santa Missa celebrou ainda o 51º Dia Mundial das Comunicações Sociais, este ano, com o tema “Não tenhas medo, que Eu estou contigo (Is 43, 5). Comunicar esperança e confiança, no nosso tempo”.

No início da celebração, o bispo diocesano acolheu todos os membros das Pastorais de Comunicação das 31 paróquias das cinco foranias que se fizeram presentes na programação do Muticom, como também o coordenador da Comissão Episcopal de Pastoral para a Comunicação da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) do Regional NE1, Alex Ferreira, que veio especialmente de Fortaleza para assessorar o evento diocesano.

(Celebração da Eucaristia em ação de graças ao Dia Mundial das Comunicações Sociais. Foto: Rozelia Costa)

De forma especial, ao refletir sobre o Evangelho de São Mateus (Mt 28, 16-20), que narra a Ascensão de Jesus diante dos seus discípulos no Monte das Oliveiras, Dom Gilberto motivou os membros de pastorais para uma comunicação comprometida com a verdade. “O Evangelho de hoje vem também nos revelar o que precisamos fazer para sermos bons comunicadores. A Palavra nos diz que os discípulos se aproximaram de Jesus e, ao vê-Lo, se inclinaram. Aqui, um ponto importante, devemos nos aproximar e nos curvarmos diante de Jesus, que significa acolher a Sua verdade”, pontuou.

Nas palavras do pastor diocesano, estavam a motivação para um empenho mais convicto a serviço do anúncio do evangelho, em comunicar a fé a favor das pessoas e da construção de uma sociedade mais justa e fraterna. “A primeira atitude é essa ‘ir e fazer discípulos’ de Cristo, mas não em nome próprio. Essa comunicação não é apenas um anúncio, mas um convencimento ao outro dos valores de Jesus”, disse. “Naquele tempo, tinha que ser uma ida física, hoje, vamos a todos os povos através dos meios de comunicação”, acrescentou o bispo.

(A alegria de comunicar a esperança com confiança. Dom Gilberto Pastana – à esquerda – Padre Aureliano Gondim – à direita – e o Diácono Lula Araujo – ao centro. Foto: Patrícia Silva)

Comunicação em Unidade

Por ocasião do 51º Dia Mundial das Comunicações Sociais, o bispo de Sobral-CE e referencial da Comunicação no Regional NE 1 da Conferência Nacional dos Bispo do Brasil (CNBB), Dom Vasconcelos, enviou, no dia de hoje (28), uma mensagem destinada aos participantes do Mutirão de Comunicação da Diocese de Crato, com uma reflexão sobre como cada membro de pastoral pode comunicar esperança e confiança nos dias atuais. “É com grande alegria que, como bispo referencial do Regional NE 1, eu venho me dirigir à Diocese de Crato e parabenizar as iniciativas feitas para celebrar este dia”, declarou Dom Vasconcelos.

Na ocasião, o bispo Dom Vasconcelos ainda explanou a mensagem do Papa Francisco para o Dia Mundial das Comunicações Sociais, a qual exorta para a necessidade de confiar na semente do Reino e na lógica da Páscoa que molda o jeito cristão de comunicar. “O nosso Santo Padre faz uma exortação a todos nós comunicadores para que tenhamos o propósito de fazermos uma comunicação que não tenha como enfoque as tragédias. É necessário sermos comunicadores da boa notícia ou Boa Nova que é o próprio Jesus Cristo”, ressaltou.

Sabia Mais

O Dia Mundial das Comunicações Sociais foi instituído durante o Concílio Vaticano II e publicado no Decreto Conciliar Inter Mirifica (n. 18). Há 51 anos, o Magistério da Igreja, por meio das mensagens dos papas Paulo VI, João Paulo II, Bento XVI, e atualmente, do Papa Francisco, acompanham o desenvolvimento e as contínuas mudanças que ocorrem no âmbito da comunicação.

Fonte: Diocese de Crato

Sobre o Autor: Marcelo Luiz Zapelini

Você também pode gostar:

Busca

Instagram