Destaques do primeiro dia da Assembleia Geral da CNBB

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Até a próxima sexta-feira, 16, acontece a Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil. Neste ano, o evento acontece em modalidade on-line, devido às restrições impostas pela pandemia do novo coronavírus. O tema central desta assembleia diz respeito ao Pilar da Palavra proposto pelas Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil (DGAE 2019-2023). Mesmo sem a possibilidade de votação de um documento, será debatido o tema “Casas da Palavra – Animação bíblica da vida e da pastoral nas comunidades eclesiais missionárias”. Trazemos pra você o que foi destaque neste primeiro dia.

Missa de abertura 

A Missa de abertura da 58ª Assembleia Geral dos Bispos do Brasil (AG CNBB), na manhã desta segunda-feira, 12 de abril, foi presidida pelo bispo auxiliar da arquidiocese do Rio de Janeiro (RJ) e secretário-geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Joel Portella Amado, direto da Capela Nossa Senhora Aparecida na sede da entidade, em Brasília (DF). Confira mais detalhes da missa de abertura.

Abertura da Presidência 

O arcebispo de Belo Horizonte (MG) e presidente da CNBB, dom Walmor Oliveira de Azevedo, abriu oficialmente o encontro às 8h, no horário de Brasília. “Este caminho é de grande importância, é o ponto alto do coração do serviço eclesial prestado pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil. Somos desafiados a abrir o coração e a vivenciarmos esse caminho sob as luzes de Cristo ressuscitado, guiados e movidos pela ação do seu Espírito Santo”, motivou dom Walmor. Confira a matéria completa. 

Participação do Núncio Apostólico 

O Núncio Apostólico no Brasil, dom Giambattista Diquattro, dirigiu-se, pela primeira vez, a todo o episcopado brasileiro. Dom Diquattro foi nomeado pelo Papa Francisco no dia 29 de agosto de 2020 e desembarcou no Brasil para iniciar sua missão no dia 7 de janeiro de 2021.  Em sua mensagem, o representante da Santa Sé no Brasil saudou a presidência da instituição e todos os bispos, e expressou, inicialmente, a comunhão do Papa Francisco com os bispos e agradeceu pelo testemunho da Igreja no Brasil. Acesse a cobertura feita pela equipe de comunicação da Assembleia.  

Análise de conjuntura social e eclesial 

A análise apresentada priorizou três temas: pandemia, economia e política brasileira e foi conduzida pelo bispo de Carolina (MA), dom Francisco de Lima Soares, coordenador do grupo de Análise de Conjuntura da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Dom Francisco frisou que trata-se de um texto oferecido aos bispos como uma leitura de especialistas das Pontifícias Universidades Católicas do Brasil organizados no grupo de análise da CNBB para subsidiar os pastores na leitura e compreensão da realidade brasileira. Outros pontos apresentados pela equipe podem ser conferidos aqui.

Coletiva de imprensa sobre o tema central

O arcebispo de Curitiba (PR) e presidente da Comissão Episcopal para a Animação Bíblico-Catequética, dom José Antônio Peruzzo, afirmou que o tema da Palavra sempre volta aos estudos da Igreja por que ele nunca se esgota. Dom Peruzzo contou durante a coletiva que, na manhã de hoje (12), foi apresentado ao episcopado brasileiro um texto-mártir que possivelmente será aprovado como um Estudo da CNBB. Com o título “E a Palavra habitou entre nós – Animação Bíblica da Pastoral a partir das comunidades eclesiais missionárias”, o texto poderá ser aprovado como um documento oficial na próxima Assembleia presencial. É estatutário que os documentos oficiais da Conferência sejam aprovados em Assembleias no formato presencial.

Para dom Armando Bucciol, bispo da diocese de Livramento de Nossa Senhora (BA), é preciso tornar a Palavra de Deus cada vez mais conhecida e amada. “Nosso desejo é poder nutrir sempre mais o povo com a Palavra de Deus”, afirmou dom Bucciol, durante a primeira coletiva de imprensa.

Mensagem ao Papa Francisco 

Em todas as Assembleias Gerais da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), os bispos enviam uma mensagem ao Papa, como gesto de fidelidade e comunhão com o Sumo Pontífice. Neste ano, mesmo com o encontro sendo realizado na modalidade on-line, os bispos dedicaram um momento da manhã para aprovar um texto que foi, previamente, redigido por um grupo de bispos. A apresentação do texto foi realizada por dom Severino Clasen, arcebispo de Maringá (PR), que compõem essa equipe de redação.

Ano Família Amoris Laetitia

Dom Ricardo Hoepers, bispo de Rio Grande (RS) e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e a Família, convidou todos os bispos a se unirem ao projeto de evangelização das famílias no ano Família Amoris Laetitia, anunciado pelo Papa Francisco no domingo da Sagrada Família, 27 de dezembro de 2020, e que será realizado de 19 de março de 2021 a 26 de junho de 2022. Confira mais detalhes sobre o convite de Dom Ricardo e o Ano Amoris Laetitia.

Com informações da CNBB 

Sobre o Autor: O Estagiário

Você também pode gostar:

Busca

Instagram