Dica do estagiário: fica esperto, tem artigos novos no portal!

Em tempos de quarentena, vamos aproveitar para aprender mais e colocar nossas leituras em dia. Nesta semana, disponibilizamos novos artigos aqui no portal da Pascom que ficam de sugestão para você e seu grupo.

João Geraldo Borges Júnior / fotografiareligiosa.com.br

No ‘Fala Coordenador’, com o título ‘Comunicar para o bem do todo: do Cristo todo, da Igreja toda’, o coordenador nacional da Pascom, Marcus Tullius, traz algumas dicas de animação pastoral para os pasconeiros que continuam as atividades nas dioceses, paróquias e comunidades. Ele já começa o texto dizendo que,

“A Semana Santa passou, Cristo ressuscitou e o trabalho? Não terminou. Nosso trabalho sempre recomeça na medida em que ouvimos a voz do Ressuscitado e saímos, como Maria Madalena, para anunciá-Lo”.

No texto ele ainda ressalta o zelo com a liturgia, que também é comunicação, e aponta alguns passos e contatos necessários com as equipes e presidência das celebrações para a promoção da comunhão.

Padre Arnaldo Rodrigues, sacerdote da Arquidiocese do Rio de Janeiro e doutor em Comunicação, apresenta uma reflexão Em tempos de Pascom. Ele recorda a importância da participação ativa dos leigos na vida e ação da Igreja, especialmente após o Concílio Vaticano II, e, de modo particular, colaborando com os pastores no apostolado para o bem dos membros todos do Povo de Deus. Devido às orientações das autoridades para conter o avanço do novo coronavírus, a Pascom exerceu um protagonismo bastante intenso durante a celebração da Semana Santa.

“Dentre as diversas manifestações de solidariedade em benefício do Povo de Deus, destaco o trabalho e missão dos agentes da Pastoral da Comunicação (Pascom). Graças a generosa dedicação dos nossos agentes, foi possível levar, através dos vários meios de comunicação, “a Igreja” às casas.”

Fernando Nunes / fotografiareligiosa.com.br

Já a colunista irmã Joana Terezinha Puntel, religiosa paulina e doutora em ciências da comunicação, escreve sobre Comunhão e Progresso. Ela faz uma reflexão sobre o documento Communio et Progressio, publicado pelo Pontifício Conselho para as Comunicações (1971). No artigo, a irmã ainda faz uma análise das três partes do texto e o interliga como uma resposta pastoral ao decreto Inter Mirifica (1963), do Vaticano II:

“Sem dúvida, a Communio et Progressio vai além do decreto Inter Mirifica, colocando-se em outra posição: a mídia não é mais vista como um perigo, mas como força benéfica. E também foge de um discurso moralista.”

Boa leitura!

Sobre o Autor: O Estagiário

Você também pode gostar:

Busca

Instagram