Dom Darci promove cinquentenário dos Prêmios de Comunicação da CNBB

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Dom Darci José Nicioli, arcebispo de Diamantina (MG) e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Comunicação da CNBB, escreve aos concorrentes aos Prêmios de Comunicação da Conferência de 2017: “A comunicação é a seara da beleza, da luz e do entrelaçamento de vidas. A natureza já nos oferece um modelo de comunicação minuciosa, complexa, surpreendente e plena. O gênio humano, de algum modo, progride no campo tecnológico da comunicação e, no fundo, somente deseja espelhar a harmonia da natureza”.

E continua: “´Deus é amor´, diz São João. O amor é a comunicação plena e natural entre as pessoas. A vocação única e de todos os filhos e filhas de Deus é amar, comunicar o que ganhou de Deus e guarda no próprio coração”.

O presidente lembra ainda que “os Prêmios de Comunicação da CNBB fizeram um percurso histórico cinquentenário. Nesse tempo, a Igreja tem reconhecido a ação de mulheres e homens que comunicam o amor de Deus no cinema, no Rádio, na TV, na Imprensa e, a partir de agora, também pelos trabalhos específicos realizados
no âmbito da internet”.

Recordando o Jubileu do prêmio de cinema, dom Darci conclui: “O Margarida de Prata, entregue pela primeira vez em 1967, é o nosso destaque especial neste ano. Saudamos aos comunicadores da sétima arte e desejamos que o Brasil possa, cada vez mais, produzir filmes encantadores e que comuniquem o amor de Deus!”.

Sobre o Autor: Michela

Você também pode gostar:

Busca

Instagram