Ide Evangelizar

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Outubro é o mês da Padroeira do Brasil, Nossa Senhora da Conceição Aparecida. Sua imagem de apenas 40 centímetros nos lembra a ternura maternal de Maria, sua dedicação a Jesus como mulher de fé, seu serviço prestado a toda a humanidade. Nela temos o mais perfeito exemplo do discípulo de Jesus, que soube cumprir os mandamentos e fazer a vontade do Pai.  Ela é a mãe solidária que continua clamando ao Filho: “Eles não têm mais vinho!”.

A imagem de Nossa Senhora foi encontrada por pescadores, pessoas pobres e humildes, representantes do povo brasileiro que trabalha, sofre, luta, chora e sorri, mas nunca perde a fé e a esperança.

Providencialmente, no Brasil comemora-se no dia da Mãe Aparecida o dia da criança, isso nos leva a refletir e a nos questionar, que mundo, que futuro estamos preparando para nossas crianças? Estamos assegurando os seus direitos? É urgente que, como Nossa Senhora, nos comprometamos com os valores do Reino de Deus e possamos construir uma sociedade mais justa e fraterna.

O mês de outubro também nos recorda que precisamos ser missionários. A grande maioria quando pensa em “missão” imagina que para isso precisamos partir para terras distantes, não necessariamente, podemos não receber esse chamado de Deus para ir além-fronteiras, mas podemos ser missionários onde vivemos, em nossa família, nosso prédio e quarteirão.

Santa Teresinha, a santa da pequena via, abre o mês das missões. Uma menina que entrou para vida religiosa com 15 anos, morreu com apenas 24 anos, sem nunca ter saído do convento Carmelita foi declarada Padroeira das missões e nos é dada como intercessora na nossa própria tarefa de sermos missionários, porque o Batismo nos faz missionários, comprometidos com o anúncio da Boa-Nova.

A Igreja é por excelência missionária. A Igreja partiu de Cristo para os doze, dos doze para setenta dois, dos setenta e dois com a missão de anunciar na Judéia, Samaria e até os confins da terra. Então, o nosso compromisso missionário é contínuo. Missionários ontem, missionários hoje.

Há alguns anos senti a necessidade de transformar um carisma pessoal numa obra que viesse de encontro com a dimensão missionária da Igreja. Uma resposta concreta aos desafios lançados pela própria Igreja católica e em especial por São João Paulo II, quando na virada do milênio nos exortou a “evangelizar com novo ardor e novos métodos.” Assim, fundamos a Associação Evangelizar é Preciso, que neste mês completa 14 anos e é considerada benfeitora nacional, oferecendo conteúdo católico gratuito para uma cadeia de mais de 1.603 rádios irmãs e 92 TVs irmãs, e através das redes sociais. Pregar pelos meios de comunicação é uma das formas mais eficazes de evangelizar. É a Boa Nova que alcança pessoas de perto e de muito longe.

Nunca imaginei que chegaríamos ao ponto que chegamos, e ainda há muito a avançar, há muito que evangelizar.  A estrada é longa, o mundo é grande, os areópagos são muitos, então vem comigo vestir a camisa de Jesus de Cristo, e com a Palavra de Deus no coração, continuar em missão. O sonho é de Deus, o mandato é de Jesus, e a missão é nossa.

Que Nossa Senhora do Carmo, madrinha da Obra Evangelizar é Preciso e São Pio de Pietrelcina, nosso intercessor, nos ajudem neste propósito.

Sobre o Autor: Padre Reginaldo Manzotti

Você também pode gostar:

Busca

Instagram