II Encontro de Formação da Pascom da Diocese de Tianguá

No próximo sábado dia 12 de agosto acontecerá o II Encontro de Formação para a Pascom da Diocese de Tianguá, o evento será realizado na cidade de Ubajara-CE e contará com representantes da pascom de toda a Diocese. Terá como tema: “A comunicação hoje na Igreja e na Sociedade”, tendo como assessores Dom Edimilson Neves, bispo diocesano de Tianguá e Alex Ferreira, Coordenador da Comissão para a Comunicação Social do Regional Ne 1.

Em 2016 o I Encontro refletiu sobre “A Pascom na ótica do Diretório da Comunicação”, também com assessoria de Alex Ferreira, que trabalhou as experiências das pascom paroquiais da diocese. Para esse ano o encontro vem com a temática de reflexão de dois textos dos autores Ricardo Alvarenga e Joana Puntel respectivamente, visando uma maior iluminação sobre a comunicação no processo histórico de nossa Igreja.   

PROGRAMAÇÃO DO II ENCONTRO:

08h30 – Acolhida

09h – Oração

09h30 – Palavras de Dom Edimilson

10 h – Intervalo

10 h 20 – Retorno

10 h 20 – Conferência I – Igreja e comunicação uma relação constituída no caminho (reflexão em torno do texto de Ricardo Alvarenga)

11 h 30 – Ressonância sobre a I conferência

12 h – Oração e almoço

13 h 30 – Animação

14 h – Conferência II: A comunicação hoje na Igreja e na sociedade (reflexão em torno de entrevista de Irmã Joana Puntel)

15 h – Intervalo

15 h 30 – Retorno

16 h – Encaminhamentos e finalizações

O encontro ocorrerá na cidade turística de Ubajara, no norte do estado do Ceará, que tem em sua natureza serrana um imenso potencial turístico e também religioso, o território de Ubajara era habitado primitivamente pelos índios tabajaras. A primeira penetração portuguesa foi feita por volta de 1604, por Pero Coelho de Souza. É muito procurada por turistas por conta do Parque Nacional de Ubajara, um dos menores parques nacionais do Brasil, onde se encontra a Gruta de Ubajara, acessível por meio de teleférico. A Gruta de Ubajara: localizada no Distrito de Araticum, a 3 km da sede, localizada no Parque Nacional de Ubajara, esse trajeto é feito por trilha natural margeando um riacho ou por teleférico durante 2 a 3 minutos, oferecendo ampla visão do parque. Apesar do potencial natural e geográfico para o turismo, esta atividade vem perdendo força nos últimos meses devido à falta de políticas públicas adequadas para a atividade. A cidade foi considerada, por muitos anos, a “joia da coroa” da região ibiapabana. Todos os anos, ocorrem a Fepai, feira de produtos agrícolas da serra da Ibiapaba, além da exposição de animais e o Festival de Floração do Maracujá.

 

Fonte:  Alex Fereira, Pascom Regional CNBB Ne 1 

Sobre o Autor: Marcelo Luiz Zapelini

Você também pode gostar:

Busca

Instagram