Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Coordenador-geral divulga mensagem de Natal aos agentes da Pascom

Marcus Tullius dirige saudação aos pasconeiros recordando que com Jesus e em Jesus, a nossa esperança se plenifica

O coordenador-geral da Pascom Brasil, Marcus Tullius, divulgou nesta quarta-feira, 22, a mensagem de Natal aos pasconeiros. Confira.

Para o coordenador, “mais uma vez somos desafiados a celebrar o Natal. Sim, somos desafiados porque esta festa rompe com a nossa lógica humana. Uma criança, aparentemente indefesa, silenciosa, vem nos dar uma bela lição. Afinal, a encarnação de Jesus é o mais profundo gesto de comunicação.”

Seguindo a campanha “Tempo de Esperançar”, lançada pela Pascom Brasil em novembro de 2021, Marcus Tullius afirma que Jesus é a luz que consolida a nossa esperança.

“Com Jesus e em Jesus, a nossa esperança se plenifica. A esperança de um mundo novo. “Novo céu e nova terra” (cf. Ap 21,1), onde as pessoas serão verdadeiramente felizes. Não se trata de um mundo utópico, mas o mundo onde todos irão se amar, se respeitar e querer o melhor, sem exceção. A esperança de que esta pandemia chegará ao fim não para que a nossa vida volte ao normal, para que nós sejamos transformados. O Papa Francisco afirmou, na missa de Natal de 2019, que “em Belém, descobrimos que a vida de Deus corre nas veias da humanidade. Se a acolhermos, a história muda a partir de cada um de nós; com efeito, quando Jesus muda o coração, o centro da vida já não é o meu ‘eu’ faminto e egoísta, mas Ele, que nasce e vive por amor.” Portanto, que a nossa esperança, neste Natal, seja de transformação.”

Dar pão a quem tem fome 

Na mensagem, ele destaca que Natal é uma festa concreta, é a experiência concreta do verbo que se fez carne e chama a atenção para o compromisso social dos agentes da Pascom.

“Não podemos fugir desta verdade em nossa comunicação. Belém é a casa do pão e hoje há tantas pessoas sem pão. Sem o pão material em suas mesas. Por isso, pasconeira, pasconeiro, especialmente, a você que chegou há pouco para viver a experiência de discípulo-missionário da comunicação, tenhamos o cuidado com o próximo, com o próximo mais próximo e que também precisa de nossa ajuda. Natal… fim de ano… é tempo de avaliar e projetar. Que a comunicação que fazemos não seja apenas aquela dos avisos, das bonitas imagens, mas da comunicação encarnada com a ação evangelizadora e com os desafios da ação sociotransformadora em todas as suas dimensões. Peçamos que o Menino Jesus, Palavra feita carne, dê pão a quem tem fome e fome de justiça a nós, que temos o pão. Só assim será Natal, de verdade.”