Pascom de Laranjal do Jari – Macapá

A formação é muito importante para a Pascom

De 10 a 12 de novembro, a Pastoral da Comunicação – PASCOM de Laranjal do Jari da Diocese de Macapá da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – CNBB do Regional Norte 2 que compõe os Estados do Pará e Amapá, participou do curso de “Comunicação e mídias Digitais”, na Paróquia de Santo Antônio.

Cerca de 30 pessoas participaram da formação conduzida pela jornalista e assessora de imprensa da CNBB N2. “Comunicar é evangelizar e que bom ver a Pascom de Laranjal do Jari nascendo com muito entusiasmo”, disse Carolyne Franco, coordenadora da Pascom do Regional Norte 2 e melhor ainda é começar.

Durante os três dias de formação, a turma pode estudar o documento 99 da CNBB. “O Verbo encarnado, em sua comunicação, manifesta a grandeza, a profundidade e a beleza do amor de Deus à humanidade”, ressalta o Diretório da Comunicação da Igreja do Brasil. “É muito importante a formação, pois nunca devemos esquecer o que é real sentido da palavra pastoral, para que assim possamos e entender e vivenciar a comunicação”, completou Carolyne Franco, ao falar de que muitas pastorais acabam sendo um serviço e esquecem que acima de tudo é preciso ser pastoral, ajudando o próximo, trabalhando bem em equipe, multiplicando as boas notícias.

O Diácono Flaviano Castanha pode perceber que a comunicação é maior do que imaginava, e que estar na pastoral é um desafio diário. “Nós fazemos um programa de rádio, mas a Pascom é maior do que esse veículo de comunicação, e agora vejo que podemos comunicar de diversas formas, e com criatividade podemos comunicar melhor o evangelho”, resumiu ao final do curso.

Muitas pessoas acreditam que apenas divulgar as ações das pastorais já estão fazendo sendo a Pascom, porém pastoral vem de “pastor”, “pastorear”, que na prática envolve um conjunto de fatores que juntos, quer dizer, caminhar junto aos organismos, comissões, pastorais, dioceses, prelazias e todos que compõem a Igreja.
“Quando me afasto de Deus sinto que nada dá certo, então comunicar a palavra dele me mantém vivo, próximo, é uma forma de transmitir às pessoas o sentido do evangelho”, falou Mauro Baia. Padre Paulo Martins foi quem organizou o Encontro de Comunicação e acredita que “Devemos começar pela formação, através da orientação poderemos direcionar a pastoral”.

ACOMPANHE AS ATIVIDADES DO REGIONAL CNBB N2: 

http://cnbbn2.com.br/

https://www.facebook.com/cnbbnorte2/ 

Por: Carolyne Franco – Assessora de Imprensa  Regional N2

 

 

 

Sobre o Autor: CNBB Nacional

Você também pode gostar:

Busca

Instagram