Share on whatsapp
Share on facebook
Share on pinterest
Share on twitter
Share on email

Pastoral Diocesana da Comunicação de Campina Grande realiza formação nas foranias neste final de semana

Durante os dia 21 e 22 de julho, a Pastoral Diocesana da Comunicação promove formação na Forania Cidade e Agreste I . No sábado, a capacitação acontece em São José da Mata, a partir das 14h, no salão paroquial. O momento faz parte do calendário de formação do setor oeste da forania...

Durante os dia 21 e 22 de julho, a Pastoral Diocesana da Comunicação promove formação na Forania Cidade e Agreste I . No sábado, a capacitação acontece em São José da Mata, a partir das 14h, no salão paroquial. O momento faz parte do calendário de formação do setor oeste da forania cidade, e deve reunir as Paróquias Jesus Libertador, Sagrada Família, Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, Nossa Senhora do Rosário, além da anfitriã, São José.

No domingo (22), será a vez dos setores norte e leste da forania cidade se reunirem para formação sobre fotografia e tratamento de imagens. O encontro acontece na Casa do Menino, no bairro do Santo Antônio, a partir das 8h. Esta formação deve reunir as Paróquias de Monte Castelo, anfitriã, do Santo Antônio, José Pinheiro, Alto Branco, Palmeira, Conceição, Nações, Massaranduba e Catedral.

Também no domingo, 22 de julho, será oferecido na forania Agreste I, formação sobre Rádio com Stefanio Cavalcante, ele que faz parte da equipe de produção do programa A Diocese no Rádio, programa matinal veiculado todos os domingos pela Rádio Caturité. A formação ocorrerá pela manhã, das 8h às 12h, na Paróquia Nossa Senhora da Guia, em Queimadas.

Pe. Márcio Henrique, Coordenador Diocesano da Pascom, destaca a importância das formações nas foranias. “A formação nas foranias abre um espaço mais interativo para formar comunicadores para as comunidades, paróquias e organismos, criando uma articulação entre as instâncias da Diocese”, avalia.

Para o Padre, os cursos promovidos pela equipe diocesana possibilitam aos agentes o aperfeiçoamento do serviço pastoral. “É uma oportunidade para aprofundar seus conhecimentos na arte de comunicar com qualidade e eficiência, tendo como perspectiva uma melhor ação evangelizadora da Igreja”, conclui.

Fonte: CNBB NE 2