Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

PUC Minas promove Simpósio Internacional de Teologia Prática sobre transmissão da fé na era digital

Evento gratuito acontece 4 a 6 de outubro, com transmissão on-line pelo canal do Youtube do Instituto de Filosofia e Teologia da universidade mineira

O Instituto de Filosofia e Teologia (IFT) da PUC Minas realiza o II Seminário Internacional de Teologia Prática. O evento on-line acontece de 4 a 6 de outubro e terá como tema “A transmissão da fé cristã na era digital”. A transmissão será canal no YouTube do IFT e a participação é gratuita.

A conferência de abertura, no dia 04, às 19h30, com o tema central do evento, será proferida pelo teólogo Armando Matteo, subsecretário da Congregação para a Doutrina da Fé e professor de Teologia na Pontifícia Universidade Urbaniana, em Roma. Nos dias 05 e 06, o simpósio contará com painéis, conferências, oficinas e grupos temáticos para aprofundamento do tema principal.

Confira a programação completa do evento.

 

Repensar métodos, linguagem, conceitos

Segundo o coordenador geral do seminário, professor Dr. Jean Richard Lopes, a pandemia da covid-19 impulsionou uma maior presença da teologia, ou melhor dizendo, das teólogas e teólogos nas redes de comunicação online.

“A grande novidade é o fato de que as redes, apesar de serem modalidades de comunicação virtuais, constituem um ambiente existencial que permeia a vida na sua totalidade. Isso quer dizer que não se trata mais de uma realidade paralela àquela presencial/material, mas sim concomitante a essa última, gerando novas formas de interação, de trocas de conhecimento, de informação, de divagação e de entretenimento. Com isso as redes têm mudado o modo como as pessoas se relacionam e, inclusive, como se compreende a vida, o ser humano, o mundo. Assim, desafiada por novas concepções de mundo, novas demandas, a teologia sentiu-se impulsionada a repensar métodos, linguagem, conceitos a fim de fazer-se presente de forma ativa e consistente nas redes e, claro, interagir com os habitantes dessas mesmas redes”, afirmou.

Sobre a motivação para escolha do tema, Lopes destacou que, antes da pandemia, já havia iniciativas de presença da igreja nas redes, seja por algum envolvimento pastoral, grupos específicos ou indivíduos. Tal acentuação, levou um grupo de professores de Teologia do instituto a pensar na urgência de se pensar sobre como transmitir a fé numa linguagem compreensível e que alcance as pessoas.

“Durante a pandemia, houve uma verdadeira explosão de iniciativas; muitas delas voluntaristas, pouca preparadas. Embora pareça simples, comunicar-se nas redes de forma efetiva não é para amadores. É preciso pensar o funcionamento das redes, os perfis dos seguidores, encontrar uma linguagem atrativa e, ao mesmo tempo, consistente, sobretudo no que diz respeito à evangelização – se, de fato, queremos fazer evangelização e não doutrinação.”

 

Evento aberto e gratuito

Para o organizador, o simpósio quer não só refletir as dificuldades, lacunas sobre a transmissão da fé nas redes, mas propor caminhos, instrumentos, metodologias que ajudem a transmitir a fé nas redes. “Para isso foram convidados vários especialistas, homens e mulheres, inclusive de outros países, para nos ajudarem a aprofundar o tema e a identificar pistas de trabalho”, afirmou.

As discussões nos três dias de seminários são direcionadas a agentes de pastoral, presbíteros, pastores, pastoralistas, evangelizadores, estudantes e professores de cursos de graduação e pós-graduação, pessoas de boa vontade interessadas no tema.

O coordenador geral do evento reforça o convite para participação. “Aproveito também para dizer que para acompanhar as conferências, debates e oficinas, basta acessar o canal do IFT – PUC Minas. Não é necessário fazer inscrição. A inscrição é necessária somente para quem propor uma comunicação, algo típico de eventos acadêmicos, e para quem precisar de um certificado de participação, como indicado na página do simpósio.”